quarta-feira, 7 de abril de 2010

Epitáfio V

Não ria porque meu túmulo é um jornal
Muito menos porque escrevi mal
Volto puxar o seu pé
E só vou embora depois do café

Escrever epitáfio é quase arte
Antes um escrito por mim
Do que outro falando qualquer coisa
Da qual eu não faça parte

Não fiz nada de nobre
Até minhas rimas foram pobres
Só peço que agora você não se emocione,
Nem chore

Morrer é a única coisa
Que eu tinha certeza que um dia faria
O que para quem deixou de lado certas noites de folia
É quase uma alegria

3 fizeram a Carol feliz...:

Manu disse...

Bom Carol!
Muito melhor que as rimas pobres da música que carrega o mesmo nome e fez tanto sucesso em festas bregas de formatura!

Deia disse...

O seu epitáfio está excelente! Tem toda a razão, antes um escrito por nós mesmos, para garantirmos que não dirão muita besteira, não contarão muita mentira e não nos transformarão em pessoas que não fomos durante a vida! Muito bom mesmo! Um beijo, Deia

Mari disse...

eita menina!! como sempre continua cada vez mais fã sua... adoro seu blog garota....kkkk