terça-feira, 18 de maio de 2010

Epitáfio V

Não ria porque meu túmulo é um jornal
Muito menos porque escrevi mal
Volto puxar o seu pé
E só vou embora depois do café

Escrever epitáfio é quase arte
Antes um escrito por mim
Do que outro falando qualquer coisa
Da qual eu não faça parte

Não fiz nada de nobre
Até minhas rimas foram pobres
Só peço que agora você não se emocione,
Nem chore

Morrer é a única coisa
Que eu tinha certeza que um dia faria
O que para quem deixou de lado certas noites de folia
É quase uma alegria

9 fizeram a Carol feliz...:

Athila Goyaz disse...

Muito lindo!!
Gostei mesmo!
bjus

Manifesto Interno disse...

Eh! como já dizia o poeta,
só os mortos sabem morrer bem...

A sua escrita é viva,
é vc nas linhas,
não a deixe morrer,

Gosto muito da maneira com se expressa,

Bjs!
Ester.~

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Caral
No meu epitáfio,eu só quero escrito assim : "aqui jaz-mim".
Beijos

Graci Polak disse...

O bom é que epitáfio não falta, hein? Hehe.

Adorei, principalmente a história de voltar para puxar o pé!

Daniel Savio disse...

Hah, mas que for teu amigo vai se emocionar no teu funeral, mesmo quando não infusivamente...

Fique com Deus, menina Carol Lina.
Um abraço.

ONG ALERTA disse...

Vivemos para morrer um dia...importante é fazer o nosso melhor por aqui...paz.
Lisette.

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Bacana...
acho que no meu epitáfio quero uma música do Legião. Sempre disse isso....

BjOs*-*
http://evesimplesassim.blogspot.com/

VELOSO disse...

Oi amiga seu blog é muito bom a gente sente apessoa por trás do blog , seguinte estou participando de um MEME e indiquei você para continuar a brincadeira porque gosto do seu blog e também sou paranaense!

Maris Morgenstern disse...

Como mó fã dos seus epitáfios que sou, esse eu estou pensando em dar ctrl C e deixar dentro de algum livro sugestivo.
Afinal nada rima com Damaris, e esse eu posso copiar sem me sentir estragando as rimas da carolina.
Hhiauhaiuhiaa
Bjooooo